Seguidores

quarta-feira, 25 de abril de 2012

GBA - 09 Anos


Como em tantas outras comunidades virtuais, o GBA é um agrupamento de pessoas com objetivos em comum e geralmente as mesmas afinidades - no nosso caso, temos os Balões como afinidade principal, buscando como maiores objetivos o Reconhecimento público e o retorno financeiro a partir desse trabalho.

Fundado há 09 anos, no dia 15 de Abril de 2003, teve o Grupo de Discussão como primeiro canal de comunicação e posteriormente surgiram outras ferramentas importantes do grupo (Salas de Bate Papo, Blog, Perfis em sites de redes sociais).   
Para quem passou a fazer parte recentemente da atividade, seja como fornecedor na indústria do setor ou como empresário, artista profissional (tem o intuito de ganhar financeiramente com o resultado do seu trabalho)  ou simplesmente artista hobbista (pratica apenas por satisfação pessoal, sem fins lucrativos), talvez não saiba da real importância desse grupo.

Sempre foi através do GBA que muitos dos artistas e empresas hoje renomadas ganharam notoriedade utilizando esse espaço tão democrático para divulgar seus projetos, produtos ou ideias e opiniões.
Desses diversos artistas e pessoas mais conhecidas do setor (e hoje em dia nem sempre tão lembrados pela maioria!), também conhecidos como “Jurássicos”, que marcam ou marcaram presença constante aqui no grupo, podemos citar:
Fabião Jorge Lofti, Maurício Ribeiro Lopes, Paulo R. Macario, Marcia Streck, Eduardo Seiti Yoshikawa, Regina do Anjos, Ana Cristina Gheller Morschbacher, Ricardo Rodrigues (já falecido!), Luis Carlos da Costa e Silva, Antonio “Tom Tom” Folguerar, Eve Antonello, Lia Palka, Nadja Cavalheiro, Kelly Nunes, Guildo Saravia, André Figueiredo, Cris e André Barreto, Claudia Saueressig, Vera Portela, Alessandro "San" Silva, Silvia Klock, Mariana Rehen e tantos outros que se fôssemos relacionar se tornaria infindável esta mensagem.

E até hoje, mesmo com a força de outras redes de relacionamento e comunidades virtuais, o GBA continua como principal referência para quem pretende se entrosar e tornar-se conhecido no setor.
Não tem jeito: Se quiser ganhar notoriedade na Arte com Balões, o caminho mais rápido, pelo menos por enquanto, é por aqui.

Agradecemos mais uma vez as raras, mas sinceras homenagens de quem não deixou passar em branco as comemorações de aniversário desse grupo que faz acontecer.
A turma do GBA-RJ foi sem dúvidas a mais animada e merece citação especial, assim como a galera do GBA-CE e também pessoas que isoladamente resolveram prestar homenagem, como a Soraya Miranda-MG e Beth Carraro-SP
video
                     Beth Carraro -SP


                                                                        Soraya Miranda-MG


                                                              Membros do GBA-CE

E confira aqui no vídeo quem foi o ganhador do sorteio deste ano:


video

sexta-feira, 9 de março de 2012

Aniversário GBA - Ganhe um Cooler PUP

clique na imagem para ampliar

No dia 15 de Abril o GBA - Grupo Balonismo Artístico comemora 09 anos. Junte sua turma e vamos festejar!
E no dia do aniversário, sortearemos um Cooler PUP entre os Membros seguidores do nosso Blog Oficial
O PUP é ideal para acompanhar a galera em seus momentos de lazer. Com capacidade para até 06 latinhas de 350ml, sua espessa camada isolante térmica mantém a temperatura da bebida gelada por mais tempo.
Ele é revestido com tecido sintético, tem alça de nylon e impressão em 01cor com tinta poliuretânica de alto brilho.
Aproveite e vote na Enquete para saber qual a importância do trabalho com Balões como atividade no seu negócio. 


Grande abraço,




Costa Brazil

quarta-feira, 7 de março de 2012

Somos todos efêmeros

clique na imagem para ampliar

A partir do que é visto publicamente da trajetória de muitos artistas e empresas que lidam quase que estritamente com Balões, percebe-se que em pouco tempo um número bem significativo deixa de lado os seus sonhos e objetivos e das duas uma: Ou desistem de vez ou relegam aos Balões papel secundário em seus negócios.

Será que a falta de planejamento e organização é a principal justificativa? Pode ser em alguns casos, mas nem sempre!
Existem pessoas que investem pra valer, fazem tudo como manda o figurino – se qualificam nas técnicas mais recentes, frequentam feiras e cursos, compram máquinas e equipamentos adequados, utilizam os melhores produtos disponíveis, contratam até consultores, abrem páginas e perfis na internet, interagem com os demais e divulgam como podem daquilo que realizam.
Tem tudo para dar certo, imaginam, sem dúvidas.
Uns até conseguem a tão almejada visibilidade, o sucesso aumenta e assim as coisas parecem decolar.
Com a demanda em alta, se deparam com um problema maior: A falta de auxiliares e colaboradores eficazes e confiáveis. Montam equipes, mas tem que ficar na “linha de frente”.

Se arredarem um passo, periga ocorrer um caos. Noites em claro, família e lazer deixados de lado.
É, no negócio com Balões não se pode fazer corpo mole. Justamente aí é quando percebemos que o tempo está passando e não conseguimos manter o mesmo ritmo, pois o corpo sente, as pernas e as costas doem, na mesma proporção que surgem as noites em claro e dores de cabeça constantes.

Pior é quando vem aquele estágio onde dá um “breque”, os pedidos escasseiam, os clientes vão rareando e nos perguntamos o que está acontecendo de errado, se a dedicação é total e a qualidade está acima da média normal.
Mil dúvidas. Criam-se ideias para tentar reverter o quadro.
Mas a falta de motivação impera, com a desvalorização do trabalho profissional diante de concorrentes despreparados e desleais, a falta de cultura do público para absorver as informações que tentamos repassar, culminando com a falta de entrosamento e interesse dos próprios colegas do setor em apoiar ações realizadas no intuito de incrementar o mercado.

E então chega um dia que temos que tomar a difícil decisão: “Jogar a toalha” ou continuar tentando, mantendo a esperança de que um dia o quadro se reverta.
Muito mais do que uma narrativa que pareça pessimista de um setor que para quem entra, parece pra lá de promissor, este é um momento para identificar se a efemeridade dos balões não se reflete em nosso cotidiano profissional e um alerta para aproveitarmos ao máximo, com cautela, tudo de bom que eles nos proporcionam, nos dedicando com afinco e perseverança, mas sem esquecer que tudo pode ser passageiro e, se necessário, podemos mudar o foco sem traumas.


Grande abraço,



Costa Brazil